Vencedor do Concurso de Redação da Aliança guarda memórias intangíveis da primeira viagem ao Japão

kyoto2 3

Por vencer o III Concurso de Redação da Aliança, o aluno Kauê Alves Antonioli viajou para o Japão em novembro do ano passado, com passagens de ida e volta pagas pela Fundação Kunito Miyasaka, patrocinadora da premiação.

Kauê afirma ter realizado o sonho de conhecer o país, em uma viagem que o fez refletir tranquilamente sobre o que observava, por estar sozinho.

- Coloquei à prova as perspectivas e narrativas que absorvi ao longo da vida, através de diversos canais midiáticos e opiniões de terceiros, e tirei minhas próprias conclusões deste país que é um objeto de estudo para mim – revelou Kauê.

O aluno, que passou 26 dias no Japão e visitou Tóquio, Quioto, Osaka, Nara, Hiroshima, Miyajima, Kamakura, Kanazawa, Takayama, Kawagoe, Yokohama, Nikkou e Kobe, conta o que mais chamou sua atenção durante a estada no país.

- A cortesia das pessoas. Praticamente todos os japoneses a quem eu pedia informação, eram muito solícitos, sempre pegavam o próprio celular e pesquisavam minha dúvida, faziam todos os esforços para ajudar – disse.

Apesar de já estar ciente da inspiradora hospitalidade oferecida pelo povo japonês, o estudante de língua japonesa presenciou uma situação que o deixou perplexo:

- Em Osaka perdi meu Suica Card. Quando me dirigi à recepção do hotel para perguntar se alguém havia achado, um hóspede se intrometeu na conversa, me acompanhou até a estação, me ensinou a comprar o cartão local na máquina automática e fez questão de pagar ¥ 1.000 para minimizar meu prejuízo – contou Kauê, que emendou:

- Um nível de hospitalidade tão inesperado, que até fiquei desconfiado num primeiro momento, mas era apenas omotenashi (hospitalidade).

A segurança foi outro ponto admirado pelo estudante, que presenciou uma jovem adolescente andando de bicicleta em um beco de Tóquio, às 22 horas, sem se preocupar com assaltos ou qualquer outra situação de perigo, além de ver um assalariado contando dinheiro na rua.

- A sensação de que sua integridade será respeitada e preservada no espaço público é algo que sempre encanta muito – exaltou Kauê.

Muitas das situações vivenciadas por Kauê, no Japão, ele viu nas aulas de japonês da Aliança Cultural Brasil-Japão. Cursando o método de ensino, Marugoto, os alunos também obtêm conhecimento sobre a cultura japonesa.

- Optei por estudar na Aliança, mesmo sendo longe de casa, justamente por esta imersão cultural. Não existe aprender um idioma sem aprender a cultura que deu origem a ele. Aprender um idioma vai além de converter palavras, não dá para descolar da cultura – explicou.

Pela fisionomia completamente ocidental, Kauê conta que os japoneses acreditavam que a língua a qual utilizava para se comunicar era o inglês, mas ao ouvi-lo falar em japonês, gerava uma confusão engraçada.

- Muitas vezes eu falava em japonês e eles respondiam em inglês, devolvia em japonês e eles respondiam novamente em inglês – lembrou.

Apesar de ter praticado a conversação em japonês, Kauê confessou ter tido dificuldades em entender os nativos, pela velocidade com que se expressavam, pelas abreviações de palavras, o que o fez concluir que:

- Foi um batismo de fogo único para que eu pudesse notar quais são meus pontos fracos no estudo do japonês e direcioná-lo em 2019 – completou Kauê.

Para o aluno da Aliança, as memórias desta viagem ao Japão foram muito além do que viu nos passeios turísticos.

- Ver templos e comer sushi é ótimo, mas minhas memórias mais ricas do Japão são de coisas intangíveis. Agradeço à Aliança Cultural Brasil-Japão e à Fundação Kunito Miyasaka por viabilizar esta oportunidade – finalizou.

Colaboradores
Centro Cultural Aliança:


















Calendário

fevereiro de 2019
domsegterquaquisex
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728 

ACBJ - Aliança Cultural Brasil-Japão

Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade Vergueiro
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Vergueiro, 727 - 5 º andar
Liberdade - 01504-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-6630
Aliança Cultural Brasil-Japão
Unidade São Joaquim
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. São Joaquim, 381 - 6º andar
São Joaquim - 01508-001
São Paulo - Tel.: (11) 3209-9998 ou (11) 3209-6420
Centro Cultural Aliança
Unidade Pinheiros
Cursos de língua japonesa, português para japoneses e artes orientais.
R. Dep. Lacerda Franco, 328
Pinheiros - 05418-001
São Paulo - Tel.: (11) 3031-5550



© Aliança Cultural Brasil Japão
Todos os direitos reservados
by hkl interactive media